Voltar

Notícias

ShiftT, aceleradora de startups da Tupy, roda o Brasil e amplia programa para startups de outros países

Notícias

20 de julho de 2022

ShiftT, aceleradora de startups da Tupy, roda o Brasil e amplia programa para startups de outros países

 Inscrições para o segundo ciclo de aceleração abertas até 31 de agosto

 Em seu segundo ano de existência, a ShiftT, aceleradora de startups da Tupy, amplia a busca por empreendedores. Agora, além de startups brasileiras, podem participar também de outros países. No primeiro ciclo, foram mais de 100 inscritas, de todas as regiões do Brasil.

Para expandir esse alcance, o time que lidera a iniciativa irá rodar o Brasil para apresentar a proposta de valor do programa aos ecossistemas de inovação locais. Até o momento, 7 estados já têm eventos confirmados: Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo.

Atualmente, quatro empresas estão sendo aceleradas pela ShiftT, são elas:

  • Exy: criadora de um exoesqueleto vestível que contribui com a ergonomia do colaborador;
  • Green Fuel: criou um sistema para motores à combustão, que reduz a emissão de gases e o consumo de combustível, por meio do uso do hidrogênio;
  • Hedro: possui tecnologias para instrumentar ambientes industriais, comerciais e rurais com sensores inteligentes sem fio;
  • Pix Force: desenvolve soluções de visão computacional e visão de máquina, baseadas em inteligência artificial e machine learning.

“O que despertou maior interesse no programa de aceleração da ShiftT foi a oportunidade de parceria com uma grande empresa, que tem elevada credibilidade na indústria. Nossa expectativa é somar competências para entrar no mercado com um produto novo, que promove ganho de competitividade para os clientes e contribui com meio ambiente. Para isso, temos que superar os desafios associados a todas as inovações e a ShiftT tem sido muito importante nessa trajetória”, explica Marcos César Pereira da Silva, CEO da Green Fuel.

“A ShiftT possui um modelo de operação completamente diferente de outras aceleradoras existentes. A geração de valor para as startups aceleradas é única, pois, além dos benefícios convencionais (provas de conceitos remuneradas, por exemplo), a conexão com os profissionais e conhecimentos da Tupy elevam ambos os lados para outro patamar de atuação e resultados”, diz Daniel Moraes, Head de Inovação e Transformação Digital da Tupy.

Os projetos e iniciativas relevantes anunciadas pela Tupy no último ano, como as parcerias em reciclagem de baterias, projetos que habilitem o uso de novos combustíveis, como o hidrogênio, lançamento do Portal de Inovação Aberta, entre outras, ampliam o campo de atuação e as possibilidades de codesenvolvimento e inovação com as startups aceleradas.

 “A Tupy é uma plataforma diferenciada de inovação e tecnologia e a ShiftT viabiliza a conexão das startups com essas oportunidades geradas na Companhia”, complementa Daniel Moraes

Daniel Moraes, Head de Inovação e Transformação Digital.

O programa

Dentre os destaques da proposta de valor da ShiftT está o conceito equity free, ou seja, o empreendedor não precisa abrir mão de parte da sua empresa para poder participar do processo de aceleração. Também são premissas da ShiftT o respeito total à propriedade intelectual das startups e dos seus talentos.

Além da conexão com toda a estrutura da Tupy, os empreendedores selecionados vão passar por mentorias exclusivas, aplicadas por cerca de 30 profissionais da Companhia, com experiência nas mais diferentes áreas de conhecimento.

Áreas de interesse

Podem participar startups nacionais e internacionais que se encaixem nas seguintes frentes:

  • Sinergia com o Negócio: soluções que proponham inovação significativa e que possam ser escaladas rapidamente com o apoio da Tupy;
  • Desenvolvimento Sustentável: negócios economicamente viáveis, que promovam impacto socioambiental positivo;
  • Digital e Indústria 4.0: geração de valor a partir da aplicação de tecnologias emergentes e que possam impulsionar a jornada de transformação digital da Tupy;
  • Modelos de Negócios Inovadores: iniciativas que proponham novas formas de abordar os desafios encontrados nas cadeias de valor de atuação da Tupy.

As inscrições já estão abertas, no site da ShiftT: shiftT.com.br.

Por que ShiftT?

O nome da aceleradora é composto pelo verbo “shift”, que expressa o conceito de mudança, movimento, típico da energia criativa presente nas startups. E o T maiúsculo faz conexão com o nome da Empresa. A marca tem as letras S e T em suas extremidades, demonstrando que a expansão ocorre de forma dupla, a Startup sendo expandida pela Tupy e o contrário também é válido, quando a Tupy é expandida pela Startup, ou seja, a ideia é ampliar, escalar o negócio de quem participar do Programa de Aceleração ao mesmo tempo que a Tupy também acelera seu ciclo de inovação.

Sobre a Tupy

Multinacional brasileira que desenvolve e produz componentes estruturais em ferro fundido de elevada complexidade geométrica e metalúrgica. Essas soluções de engenharia são aplicadas nos setores de transporte, infraestrutura, agronegócio e geração de energia e contribuem com a qualidade de vida das pessoas, promovendo o acesso à saúde, ao saneamento básico, à água potável, à produção e distribuição de alimentos, ao comércio global. A inovação tecnológica envolvida na produção e na criação destas peças é a especialidade da empresa, em seus mais de 80 anos de história. Sua produção se concentra nas fábricas brasileiras, em Betim/ MG, Joinville/SC e Mauá/SP, e no exterior, nas cidades de Aveiro, em Portugal, e em Saltillo e Ramos Arizpe, no México. Além disso, possui escritórios comerciais na Alemanha, Brasil, EUA e Itália.

Imprensa

Subir